quinta-feira, 27 de outubro de 2011

AS CONSEQUENCIAS DO PECADO NA VIDA DO HOMEM DE DEUS - Parte II

Leia a I parte


II parte

Falemos primeiramente das boas coisas, das virtudes de Davi.
Mesmo perseguido por Saul não se deixou levar pela sede de vingança.
Davi deixou tudo acontecer conforme Deus permitia, sabia e confiava que tudo tinha um propósito por Deus.
ele foi levado ao perigo, através das artimanhas de Saul. Saul o considerava como inimigo seu. Davi sabia que Saul era seu inimigo, mas certamente não desejava ser inimigo de Saul.Mical filha de Saul foi dada por mulher à Davi, e como dote Saul usando de astúcia, pediu para davi 200 prepúcios de filisteus. Saul achava que Davi iria morrer nas mãos dos Filisteus. Mas não aconteceu, antes Davi derrotou os filisteus e trouxe até Saul os 200 prepúcios de filisteus. Poderíamos dizer que Davi não deveria ter feito aquilo, pagar o dote de uma mulher com derramamento de sangue. Mas Davi o fez,e assim começou a trajetória de um rei com as mãos cheias de sangue. Por isto é que Deus não deixou mais tarde Davi edificar o templo. Davi tornou-se um homem sanguinário, lutava lado a lado de seus soldados, sempre estava à frente de qualquer batalha. O ódio de saul foi só aumentando contra Davi. Devido a perseguição de Saul, Davi foi obrigado a sair fora das fronteiras de Israel, foi para gate, terra dos filisteus. Lá para não ser reconhecido e morto fingiu-se de louco, a ponto de que o rei de Gate duvidou de que aquele seia Davi. Saiu dali e escondeu-se na caverna de Adulão. Sabendo onde Davi estava, todo homem que se achava com algum problema em Israel, individado, ou aperto qualquer, foi ao encontro de Davi, inclusive a sua familia. Vejamos bem que Jessé tinha propriedades, rebanhos e os irmãos de Davi estavam nas fileiras do exército de Saul. Devido ao ódio de Saul empreendido contra Davi, a perseguição não ficou somente à Davi. Saul perseguiu também a sua familia. Ajuntaram-se à Davi cerca de 400 homens. Um pequeno exército, mas um exército de homens dispostos a lutar contra a loucura de Saul. Davi levou seu pai e sua mãe para a terra dos moabitas. ali seus pais estariam seguros e livres das mãos de Saul. por este episódio podemos ver claramente que Saul empreendeu perseguição à familia de Davi, pois certamente achava que se não podia matar Davi, mataria toda a sua familia. Perseguindo inocentes, e isto é praxe de homens covardes, que não suportam as suas falhas ao tentar por as mãos naquele que perseguem.Utilizam das mais vis covardias a ponto de matarem uma cidade inteira inclusive crianças e mulheres. Comprovadamente podemos citar I Samuel 22: Não suficiente, o ódio de Saul transformou-se em loucura, pois o espírito que o atormentava certamente o levava a praticar tudo aquilo. Não satisfeito, Saul tendo conhecimento de que Aimeleque o sacerdote que acudiu Davi e seus soldados, lhe dando pão. Vale a pena lembrar que o sacerdote Aimeleque tomou dos pães da proposição e os deu a Davi. sobre estes pães tomamos conhecimento no Cap 24 de Levíticos- Somente os sacerdotes poderiam comer aqueles pães. Mas eles eram considerados santíssimos depois de serem consagrados.Há quem diga que aqueles pães eram santificados, e por isto é que Aimeleque e os demais sacerdotes foram mortos por Saul. Os sacerdotes não foram culpados deste pecado. Saul cego pelo ódio empreendeu também perseguição aos sacerdotes, e os matou inclusive todos que moravam na cidade dos sacerdotes. há porém um fato curioso, de que quando Saul ordenou aos soldados de sua guarda para matarem o sacerdotes estes se recusaram, mas havia entre eles o edomeu chamado Doegue este mesmo que contara a Saul que Davi esteve com o sacerdote. Doegue era servo de Saul era chefe dos pastores. Doegue foi quem matou ao fio da espada os sacerdotes e todos os habitantes da cidade de Nobe.Doegue não sendo israelita, não temia ao Senhor, nem tampouco Conhecia a Lei. Lendo o cap 22 de I Samuel, vemos que também até as crianças e mulheres foram mortas. Um ato brutal e covarde que me leva a lembrar de outro fato parecido, que ocorreu cerca de 1020 anos mais tarde aproximadamente. Isto quando Herodes rei de Israel, perseguiu o menino Jesus, e intentando matá-lo, mandou que matassem todos os meninos de 2 anos para baixo. Não é porventura, um ato doentio e covarde? Mas retomando a história de Davi, que perseguido por Saul caminha pelo deserto de Zife. Onde Davi livrou Queila das mãos dos filisteus. mas Davi não pode permanecer ali, pois em consulta ao Senhor através de Abiatar, sacerdote, Deus lhe mostrara que se Saul ali viesse, a cidade o entregaria nas mãos de Saul. Partiu então para o deserto de En-Gedi. ali Deus entregou Saul nas mãos de Davi, porém Davi não o matou nem deixou que o matasse, mas apenas cortou a orla do manto de Saul, para provar-lhe que nada tinha contra Saul e nada tinha feito para que ele o odiasse daquela maneira. Mas sabemos que Saul acostumado a ser rei, e aos privilégios de que dispunha como rei,  não queria deixar o poder por nada. Davi considerava Saul como sendo ungido do Senhor, somente o Senhor poderia tocar em sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários de anônimos não são aceitos somente identificados