sábado, 16 de maio de 2009

A IGREJA QUE JESUS CONSTRUIU

A igreja que Jesus construiu Durante o tempo em que Jesus Cristo o Senhor anunciou a sua decisão edificar a sua igreja (Mateus 16:15-18) falando a Pedro. Em ti edificarei minha igreja. Jesus não falava de construir um templo feito por mãos de homens (um prédio de “igreja”); Estava na verdade falando em chamar por meio do evangelho da salvação pela sua graça (2 Tessalonicenses 2:13-14; Efésios 1:6). Todos aqueles que ouvirem ao convite divino.Convidados a abandonar a vida mundana, e as tradições religiosas que nada tem a ver com salvação. Quando no dia de Pentecostes, em que os discípulos de Jesus reunidos numa casa oravam ao senhor, foram surpreendidos por um som e um vento veemente. Ali receberam o Batismo do Espírito Santo. Assim começaram a falar das grandezas de Deus em línguas diferentes. Os que viram aquele grande movimento ficaram confusos, espantados e também maravilhados. Alguns, que com certeza eram tão incrédulos que julgaram estarem os discípulos bêbados tão cedo, outros ficaram maravilhados pois conheciam que eram homens sem cultura, e não saberiam falar línguas estrangeiras. Os próprios estrangeiros ouviram falarem em suas próprias línguas. Naquele alvoroço, com o grande ajuntamento, levantou-se então um homem, simples e rude. Sim o pescador chamado Simão Barjonas- Denominado por Jesus de Pedro. (Pedro tu és Cefas, em ti edificarei minha igreja). Naquela ora, começou o senhor através de Pedro a edificar a sua igreja. Igreja santa, imaculada. Não que esta igreja já nasceria pura e santa, mas que esta igreja nasceria ali e cresceria de forma a alcançar toda a plenitude na Terra. Uma igreja que recebendo o Espírito Santo, seria santificada, purificada em todo o tempo de sua existência na Terra, até alcançar a plenitude quando da volta de Jesus Cristo. Esta igreja, iniciou naquele dia, e foi crescendo, entre os judeus primeiramente e depois alcançando os gentios (estrangeiros), da qual igreja hoje pertencemos nós todos que aceitamos o evangelho de Cristo e procuramos cumprir a vontade do Senhor. Vejamos este comentáio feito por Allen Dvorak Muito tempo passou desde os eventos gravados no livro de Atos e muitas coisas aconteceram em relação a história religiosa. Ao invés de uma igreja que Jesus estabeleceu, há uma grande multidão de igrejas de todas as variedades. Enquanto existem algumas semelhanças entre estes grupos religiosos, as diferenças entre elas são surpreendentes. Elas têm diferentes formas de governo (organização), missões diferentes e formas diferentes de louvor. As doutrinas que são ensinadas por todas estas igrejas podem variar muito e há conflito óbvio entre o que uma igreja ensina e o que outra igreja ensina. Os nomes diferentes usados pelos grupos religiosos servem apenas para enfatizarem as suas diferenças. Há uma indicação clara no Novo Testamento de que Jesus nunca pretendia a situação religiosa atual. Deve ser muito triste para aquele que orou que todos os seus discípulos gozassem da mesma união que ele e seu Pai (João 17:20-23) testemunhar a confusão que existe hoje em dia. É evidente que o Senhor pretendia que a mensagem de salvação não fosse mudada (Gálatas 1:6-9). Obviamente, ele pretendia que os seus discípulos posteriores louvassem da mesma maneira que os primeiros membros da igreja louvavam (veja, por exemplo, 1 Coríntios 11:23-34). “Mas o mundo de hoje é diferente”. Está certo que vestimos de maneira diferente do que as pessoas do primeiro século no Oriente Médio e que temos tecnologia avançada, mas a natureza do homem não mudou, nem a sua necessidade pela salvação. Será que nos tornamos sofisticados demais para o tipo de religião que Deus prescreve? Durante os séculos que têm passado desde o estabelecimento da igreja do Senhor, os homens têm deixado a tradição alterar e acrescentar àquilo que é ensinado no evangelho de Cristo. Quem está disposto a amputar tal crescimento cancerígeno e voltar ao cristianismo do Novo Testamento? Temos o ensinamento dos apóstolos e profetas inspirados no Novo Testamento. Podemos descrever a organização, missão e louvor da igreja primitiva quando lemos as Escrituras. Não só é possível voltar ao ensino e à prática simples de igreja primitiva, como é absolutamente necessário (2 João 9)! –por Allen Dvorak

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários de anônimos não são aceitos somente identificados