O explendor de um reino parte 5

Logo Davi organiza a sua corte à maneira egípcia e Cananéia. Usando a severidade na administração, tudo fazia em função para agradar à de Deus (Jeová).
Também, devolveu as terras da família de Saul, para Mefibosete, filho de Jônatas, neto de Saul, para cumprir seu juramento com Jônatas, com isso beneficiando também o velho servo de Saul, Ziba e seus quinze filhos e vinte servos. Mefibosete era coxo, e com isto podemos ver a pureza do coração de Davi para com os necessitados e reta justiça diante de seus súditos.

Foi feita uma contagem do povo de Israel, porém esta contagem não foi concluída, pois Deus ficou indignado pela atitude do monarca, em contar o povo. Mas ao menos o número dos exércitos que Davi teve foi passado detalhadamente. Havia em Israel 800 mil homens de guerra e em Judá 500 mil. Ou seja um exército de 1 milhão e 300 mil homens.
E ainda somente para fazerem os serviços ligados ao reino eram no total de 288 mil pessoas. Conforme consta em I Crônicas 27- O povo que trabalhava para o rei Davi eram 24 mil em cada turma. Cada turma trabalhava no seu mês. O reino de Davi era muito bem organizado, sendo distribuído para cada função ou necessidade do reino um chefe para cada turma, em suas funções. No pequeno esquema a seguir poderemos ter uma ampla idéia de como era administrado o reino.

- Azmavete- cuidava dos tesouros do rei, Tesoureiro
- Jònatas- filho de Uzias- cuidada dos tesouros da terra, das cidades e aldeias (Finanças)
- Ezri- cuidava das lavouras- Uma espécie de secretário da agricultura
- Simei- cuidava dos campos de vinha- Outro secretário da agricultura
- Baal Hanã- cuidava dos Olivais e figueiras – Outro secretário de agricultura
- Zabdi- cuidava da produção e venda de vinho- Secretário da industria e comércio
- Joás – cuidava da produção e comércio do azeite- outro secretário da industria e comércio
- Sitrai – cuidava do gado em Saron- secretário da pecuária
- Safate- cuidava do gado nos vales- secretário da pecuária
- Obil- cuidava dos camelos- Povavelmente usados para tranporte de caravanas- Secretário de transporte
- Jedéias- cuidava das jumentas- outro secretário de tranportes
- Jariz- cuidava do gado miúdo( cabras e ovelhas)

Havia ainda o conselho real- espécie de Ministros e assessores diretos do rei.
- Jônatas- tio de Davi
- Aaitofel- o qual ajuntou-se com Absalão
- Husai- Amigo íntimo de Davi
- Joiada - sacerdote
- Abiatar-
- Joabe- general dos exércitos de Israel- Espécie de Ministro das toda a força armada
- Joiel- cuidava da educação dos filhos de Davi


Davi ainda ordenou todo o ministério do sacerdócio para a casa do Senhor como mostra no Cap.25 e 26 de I Crônicas. Ainda ordenou oficiais e juízes dentre várias tribos de Israel. ( Cap. 26 vs: 29- I Crônica).

Davi estocou tesouro e material abundante para que o templo fosse construído. Vejamos a quantia de material que ele estocou.
A metodologia de pesos dos Israelitas naquele tempo tinha origem Babilônica Siríaca e Fenícia e era assim dividida.

Babilônica / Fenícia Siríaca
50 siclos = 1 mina 60 siclos = 1 mina
60 minas = 1 talento 60 minas = 1 talento

1 siclo equivalente à 14,6 gramas (Fenícios)
1 siclo equivalente à 16,34 gramas( babilônico)

Nesta época certamente era usada a medida fenícia, pois eram os maiores mercadores da época.
Portanto temos que 50 siclos ou 1 mina pesavam 730 gramas
Sendo assim 60 minas que é igual a 1 talento pesavam 43,8 kg.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONSEQUÊNCIAS DO PECADO NA VIDA DO HOMEM DE DEUS

Sobre o uso do véu

Lucia Menna