BATISMO

O BATISMO PELA FÉ EM JESUS

Devido a grande divergência existente entre as diversas denominações religiosas, que professam a fé em Jesus Cristo, o povo de Deus, deve seguir explicitamente o que nos ENSINAM as Escrituras Sagradas. Porém existe o problema da interpretação das Escrituras. Os estudiosos de Teologia aplicam os ensinos bíblicos de acordo o que estudam e interpretam para a mais fácil prática destes ensinos, deixando lacunas que são esquecidas, pois são muitas vezes difíceis de compreender. Claro que se for tudo levado pelo lado prático da Teologia.Muitos pontos de fé e doutrina são obrigatoriamente deixados de lado, e outros acrescentados, para que os fiéis de determinadas igrejas, possam ficar satisfeitos com a sua doutrina. Porém aqui o que é necessário enfatizar, é que a Palavra de Deus não é de particular interpretação, ou seja, não pode ser interpretada somente para o benefício de si próprio. Ora a Palavra de Deus é de livre interpretação, quando o Espírito Santo de Deus manifestado no homem, concede a interpretação pela fé. A fé é um dom de Deus, e é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não vê (Hebreus cap. 11:1). Seria muito difícil de explicarmos o que é fé, pois é um sentimento pessoal, que o homem adquire tendo a sua consciência apta para declarar em si próprio que acredita em alguma coisa. A fé é o instrumento que leva o homem a buscar algo inacessível pelas forças humanas, é tal como que um sonho que alguém almeja para que se torne real. Quando cremos que Deus ressuscitou dos mortos ao seu filho Jesus, estamos então praticando a nossa fé, pois nós contemporâneos estamos há dois mil anos próximos deste fato acontecido. Fato este que foi contemplado pelos apóstolos e muitos outros discípulos, e que só sabemos deste acontecimento através do relato das Escrituras Sagradas. Vejamos; analisando a disposição dos escritores dos quatro evangelhos, em relatar os acontecimentos desde o nascimento de Jesus, ainda que podemos perceber que ambos só conheceram-no quase 30 anos após o seu nascimento. Mas há uma pessoa importante nestes relatos e cremos que foi Maria, a mãe de Jesus. Que acompanhou atentamente desde a anunciação pelo anjo de que ela seria a mãe do Messias, o enviado de Deus para salvação do mundo. Aqueles que escreveram os evangelhos, tiveram a fé suficiente para crerem no filho de Deus, naquilo que eles ouviram talvez da própria Maria, e tendo ele crido pela fé foram impelidos pelo Espírito Santo a escreverem todos os acontecimentos daqueles dias. A respeito da Fé, o apóstolo Paulo escreveu indicando alguns fatos históricos, como por exemplo, Noé, Abraão, José, Moisés e outros (Heb. cap. 11). Sem Fé é impossível agradar a Deus (Heb. 11:6).
Portanto, o que podemos deixar claro aqui, é que, mesmo com formação superior, estudos teológicos, isto não é suficiente para compreendermos a Palavra de Deus. Tem que haver Fé, e a guia do Espírito Santo de Deus. Tudo se resume num único nome Jesus, sim este nome que é sobre todos os nomes (Fil. 2:9).

É este NOME, que nos dá aqui o desejo ardente de buscarmos conhecimentos nas Escrituras Sagradas, para podermos alcançar a perfeição. Não a perfeição diante dos homens, ou do mundo em que vivemos, mas a perfeição diante de Deus. Perfeição esta que só podemos demonstrar dentro de nós mesmos.






O batismo é também o sacramento ainda muito diferenciado, entre as diversas igrejas existentes na terra. Isto devido à interpretação que cada líder fundador difundiu em suas comunidades cristãs. As igrejas discutem ainda e muitas vezes com muito entusiasmo, qual a maneira correta de realizar o batismo dos cristãos.
Pois bem, vamos expor aquilo que for necessário para que o batismo seja realizado de acordo com a fé cristã e dos ensinos bíblicos. O batismo na verdade é um ato simbólico. Tal como relatado no velho testamento, as cerimônias realizadas pelos sacerdotes judeus, era um simbolismo. Como exemplo os sacrifícios feitos para expiação de pecados. Uma cerimônia, em que um cordeiro era sacrificado, ou seja, era morto em lugar do pecador. Como está escrito: A ALMA QUE PECAR, ESTA MORRERÁ.(Ez. 18:4, 20). Mas como Deus não pretendeu matar todo o homem, então instituiu o sacrifício para expiação do pecado. (Lev. 9) Como Paulo escreveu; “E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão”. (Heb. 9:22), (Ex. 24:4).
Não é necessário entrarmos em maiores detalhes a respeito do sacrifício. Agora já sabemos que havendo pecado, o homem só poderá receber expiação do seu pecado através de um sacrifício, conforme já vimos anteriormente. Ora isto foi cumprido no velho testamento, porém, o homem uma vez fazendo o sacrifício por expiação de pecados, logo voltava a pecar, e teria que repetir o ritual do sacrifício novamente. Sempre teria que sacrificar um animal. Os sacrifícios eram imperfeitos, pois tinham que ser repetidos. Paulo também escreveu. “Porque, se o sangue dos touros e bodes, e a cinza duma novilha espargida sobre os imundos os santifica quanto à purificação da carne, Quanto mais o sangue de Cristo que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas”. Então era necessário um sacrifício melhor para que o homem não mais precisasse sacrificar animais para a expiação de seus pecados.
Por isso Cristo, interviu como cordeiro imaculado, para Ele mesmo ser feito sacrifício. (Heb. 9: 15) E por isso é Mediador dum novo testamento para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna. Porque onde há testamento, necessário é que intervenha a morte do testador.
Com a morte de Cristo, o testamento passou a ter seu efeito. Ele mesmo se ofereceu para aniquilar o pecado. O seu sangue derramado para o perdão dos pecados de todo o pecador. (Ped. 3:18) Pelo que Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o Justo pelos injustos, para levar-nos a Deus, mortificados na verdade na carne, mas vivificados pelo Espírito. Portanto o Batismo é um cerimonial que o cristão deve aceitar, como figura de um sacrifício de expiação.
O Batismo na semelhança da morte de Cristo (Luc. 12:5) Importa que seja batizado por um certo batismo; e como me angustio até que venha a cumprir-se.
Vejamos mais (Rom. 6: 3,4) Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo ressuscitou dos mortos, pela Glória do Pai, assim andemos em novidade de vida.
O Batismo na semelhança da ressurreição de Cristo.
Se fomos batizados na semelhança de sua morte, fomos também na semelhança de sua ressurreição. (Col. 2:12) Sepultados com Ele no Batismo, Nele também ressucitastes pela fé e no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos.
Mortos com Cristo para o pecado e o mundo, somos com Ele ressuscitados para uma nova vida. (Rom. 8:11) E se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.
Claro está aqui que o Espírito de Deus é o que faz a obra da ressurreição. (IICor. 4:14) Sabendo que, o, que ressuscitou o Senhor Jesus, nos ressuscitará também por Jesus. Então o batismo é operado pelo Espírito Santo de Deus, para que todo homem seja vivificado juntamente com Cristo, pois estando o homem morto em suas ofensas é vivificado pela ressurreição de Cristo. Portanto o centro deste cerimonial é a pessoa de Jesus Cristo, que sendo morto, foi pelo Espírito de Deus ressuscitado pelo poder de Deus. Nisto trouxe a ressurreição da alma, para que neste Nome sejam todos batizados para o perdão dos pecados. O próprio Jesus falou do batismo como símbolo de sua morte.(Mar. 10:28) Podeis vós beber o cálice que eu bebo, e ser batizado com o batismo com que sou batizado? Então o batismo é uma figura da morte e ressurreição de Jesus. (Ped. 3:21) Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, BATISMO, não do despojamento da imundície da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, Pela ressurreição de Jesus Cristo. Somos salvos a partir do batismo. Portanto que todo o homem que crer em Jesus e fizer confissão de seus pecados diante de Deus, deve passar pelo cerimonial do Batismo, pois ninguém é salvo pelas obras de justiças, mas pela renovação de sua alma.(Tito 3:5) Não pelas obras de Justiça que houvéssemos feitos, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo.
O Batismo na semelhança da morte e ressurreição de Jesus Cristo nos traz a morte do velho homem, morremos para o mundo, o pecado já não opera em nós a morte, pois ressuscitamos com Cristo. Pois Cristo padeceu uma vez pelos nossos pecados, sendo Ele justo morreu pelos injustos (nós). Para nos levar a Deus, fomos, portanto mortificados na carne, mas vivificados pelo Espírito.(Ped. 3:18).

Entendemos assim, que sem o Batismo não existe renovação do espírito, nem expiação de pecado, nem arrependimento. Então devemos primeiramente crer em Jesus Cristo, como o único salvador, e confirmar o esse nosso arrependimento batizando-nos, para que assim verdadeiramente sejamos despojados de nossa má consciência e sermos regenerados pelo Espírito da verdade. (Atos 19:4, 5) Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus.
Partindo destes dois versículos bíblicos podemos ter certeza de como realizar o cerimonial do batismo. Vejamos o que o Senhor Jesus falou aos discípulos. (Mat. 18:19) Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as EM NOME DO PAI, E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO. Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado. Ainda temos outro versículo que nos demonstra claramente que deve ser seguido este ensino de Jesus. (At. 2:38) Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos e cada um de vós seja Batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. Aqui Pedro usando uma linguagem simples de fácil interpretação responde ao povo que lhe perguntara o que deveriam fazer, pois após ouvirem o seu discurso, creram em Jesus, e como no ver. 41-De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas. (convém dizer aqui que as quase 3 mil almas não foram batizadas, mas agregaram-se ao número de discípulos.)
O Batismo então deve ser feito EM NOME DE JESUS CRISTO. Nada impede de que possa ser pronunciado as palavras também, EM NOME DO PAI, E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO. UMA COISA NÃO INVALIDA A OUTRA.

Explicamos portanto o seguinte: O Batismo é feito Em Nome do Senhor Jesus, pois como está escrito (At. 4:12) E em nenhum outro nome há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.- (Col. 3:17) E quando fizermos por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por Ele graças a Deus Pai.
Em nome do Pai- porque Deus é a cabeça de Cristo (I Cor. 11:3).Ele nos amou(João 3:16)
Em nome do Filho- pois foi quem recebeu de Deus todo o poder no céu e na terra(Mat. 28:18).Ele quem dá resgate pela nossas almas.
E do Espírito Santo- pois somos justificados pelo Espírito Santo de Deus(Ped. 3:18).Regenerados pela lavagem e da renovação do Espírito Santo (Tit 3:5)
Vejamos I João 5:5- Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo, não só por água, mas por água e sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade.
Porque três são os que testificam no céu: o pai, a palavra e o Espírito Santo E ESTES TRÊS SÃO UM. E três são os que testificam na terra: O Espírito, a água e o sangue, E ESTES TRÊS CONCORDAM NUM.
Agora veremos a forma de como é feito o Batismo. Se o Batismo é semelhança da morte e ressurreição de Cristo, convém entendermos que sendo mortos devemos ser sepultados. Como? Batizados nas águas, assim como Jesus foi batizado no rio Jordão por João Batista. No Evangelho segundo S. Mateus cap. 3:16, Jesus saiu da água após ter sido batizado por João. Se Ele saiu, então é porque estava dentro da água. No cerimonial do Batismo a água não é usada para lavar a alma do pecador. Mas simboliza a sepultura. Sendo então o homem imergido na água, chamamos de Batismo por imersão. Se por exemplo o homem for batizado apenas jogando-lhe água sobre a cabeça, já não será imersão, mas sim aspersão. Lembramos que a aspersão era feita durante o sacrifício de um cordeiro. Em que, tomava-se o sangue do cordeiro e aspergia sobre o pecador. Lembramos então que o batismo é na semelhança da morte e ressurreição de Cristo. E como Cristo ressurgiu triunfante de sua sepultura, assim o homem é imerso na água, ao levantar-se, simbolicamente ressurgiu para uma nova vida.
Assim sendo concluímos que o ato batismal é feito na água por imersão, em nome do Senhor Jesus e em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
O Batismo é o novo nascimento de que Jesus falou a Nicodemos (João 3:5) Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode ver o reino de Deus.
Todo homem que crer em Jesus Cristo como Salvador deve, portanto passar pelo processo de uma conversão. Logo então ser batizado. Claro que esta conversão só é possível para aquele que crer e arrepender-se de seus pecados, entregando o seu coração a Jesus. Arrependendo-se de seus pecados o homem já demonstrou diante de Deus a sua necessidade de transformação e renovação, e isto só é possível através do sangue de Cristo e do poder do Espírito Santo.

Ninguém precisa passar por um curso ou preparação de ensinos bìblicos para só então depois estar apto para o Batismo. Pois bem, citaremos exemplos de que basta crêr em Jesus Cristo e arrepender-se de seus pecados.
Primeiro, tomamos o exemplo do batismo de João: (Mat 3:5,6...) E ia Ter com ele Jerusalém, e roda a Judéia, e toda a província adjacente ao Jordão; E eram batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados.E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raças de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura? Produzi pois frutos dignos de arrependimento;...
Será que estes que João batizou no Jordão, passaram primeiro por uma preparação pedagógica? Não de maneira nenhuma, pois todos arrependeram-se de seus pecados e foram batizados.
Vejamos também o Eunuco mordomo mor da rainha Candace, rainha dos etíopes. (atos 8:26...) Vejamos o diálogo que teve Filipe e o eunuco-__Entendes tu o que lês?__e ele disse-lhe__Como poderei entender se alguém me não ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse. O diálogo segue no vs 34. E, respondendo o eunuco à Filipe, disse. Rogo-te, de quem dis isto o profeta? De si mesmo ou de algum outro?
Então Filipe, abrindo a sua boca, e começando nesta escritura anunciou a Jesus. (observamos bem, Filipe não o instruiu com ensinamentos sobre o batismo, mas lhe anunciou a Jesus). Logo o eunuco lhe disse__eis aqui água; que impede que eu seja batizado? E disse filipe: É lícito, se crês de todo o coração.
__E, respondendo ele, disse; Creio que Jesus é o Filho de Deus.
Emandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou.
O que nos mostra então esta passagem? Eunuco nem mesmo sabia sobre Jesus, porém depois que recebeu o anúncio de que Jesus é o salvador do mundo, creu e logo recebeu o batismo. E ainda Filipe foi arrebatado pelo Espírito do Senhor, deixando então o eunuco entregue à merce do espírito de Deus. Então concluímo aqui que aquele que crer em Jesus de todo o seu coração e confessar á Deus os seus pecados, deve batizar imediatament, sem necessidade de uma preparação pedagógica. O Espírito de Deus se encarrega de preparar o coração e a mente de cada convertido. Pois cremos verdadeiramente que todo aquele que crer em Jesus e for batizado recebe também o batismo do Espírito Santo, e este Espírito se encarrega de lhe fazer conhecer toda a verdade da palavra de Deus. Ora se nós somos salvos pela fé em Jesus, claro está que não são as obras, portanto não será fazendo cursos ou preparação para batismo que seremos salvos.
Vejamos outro exemplo. A casa de Cornélio o centurião. Quando Pedro enviado pelo Senhor, anunciou a Jesus à todos que estavam reunidos na casa de Cornélio. Enquanto Pedro lhes anunciava a salvação em Jesus Cristo, lhes desceu o Espírito Santo e falavam em línguas e glorificavam à Deus. E mandou Pedro que fossem batizados em nome do Senhor. O que dizer então quanto à Saulo? Foi uma conversão maravilhosa, uma obra de milagre. Ainda que Ananias lhe foi enviado pelo Senhor. (Atos 9: 17,18)__E Ananias foi, e entrou na casa, e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. E logo lhe caíram dos olhos como umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado.
Provavelmente escreveria muitas linhas sobre este assunto, recordando as pregações de Paulo aos gentios. Só com estes fatos, pode-se Ter a clara certeza de que se alguém que houve a pregação da Palavra e crê em Jesus para a salvação de sua alma, este pode ser batizado, pois é o Espírito Santo quem faz a obra no coração.
Finalizamos aqui este relato com a transcrição do que Paulo escreveu aos Efésios.
Efésios cap. 2 vrs.
5- Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo(pela graça sois salvos).
8- Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós; é Dom de Deus.

Concluíndo, Se o ministro que estiver batizando nas águas, usar as palavras - Eu te batizo em nome do Senhor Jesus, etá correto, tal como aquele que usar as palavras "Eu te batizo Em nome do senhor Jesus, em nome do Pai, do Filho e do Epírito Santo. Uma frase utilizada, não irá invalidar a outra, pois o batismo é pela fé, daquele que crê en Jesus Cristo e na sua palavra para salvação da alma.
Na verdade o que a Biblia ensina é que o homem seja batizado em Nome de Jesus Cristo, não necessariamente ouvir que quem batiza diga tais palavras, mas que este que batiza, seja incumbido de autoridade pelo Espírito Santo para batizar alguém em nome de Jesus Cristo. E quem tem autoridade da parte de Deus senão àquele que já é salvo por Jesus Cristo e crê nas palavras do mestre. Ide por todo o mundo,  fazei discípulos e quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.
Não são as palavras dita pelo ministro do batismo que validam o batismo, mas o dom de crer que Jesus Cristo é o Senhor.
Ouubro/2003
Paulo Sobrinho

Comentários

  1. Querido irmao, achei otima a explicaçao sobre o batismo, mas o que entendi o propio Senhor ensinou como deveria ser feito o batismo, e o nome a ser usado Ele disse que seria em Nome do Pai ,do Filho e do Espirito Santo, creio que usar outra forma seria menosprezar o que Jesus ensinou, no entanto as demais explicaçoes do amado irmao e de suma importancia e o parabenizo pela explicaçao, a Graça e a Paz do Senhor sempre o acompanhe. Pastor Roberto.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários de anônimos não são aceitos somente identificados

Postagens mais visitadas deste blog

CONSEQUÊNCIAS DO PECADO NA VIDA DO HOMEM DE DEUS

Sobre o uso do véu

Lucia Menna