sexta-feira, 9 de julho de 2010

DEUS REINA- parte IX

Morreu Saul, e pronto, é hora de Davi reinar sobre Israel, afinal ele foi ungido. Não se poderia mais perder tempo.
Espera um momento. Quem é o maestro desta orquestra? Não é um homem comum. Nesta grande orquestra que é o reino de Israel, só existe um grande Maestro. Só o Senhor. Então não pode ocorrer nada sem a permissão de Deus. Tudo deve estar no seu devido lugar, no seu tempo certo. Não, o Senhor não permite que homem mude seus planos. Portanto Davi não foi logo coroado rei sobre Israel. Mas somente sobre a tribo de Judá.
No cap. 2 de II Samuel. podemos ler a continuidade dos planos de deus em levar Davi ao trono de Israel.
Não foi, digamos, num ímpeto. Foi com a longanimidade do Senhor. Vejamos- E sucedeu depois disto que Davi consultou ao Senhor, dizendo: Subirei a alguma cidade de Judà? E disse-lhe o Senhor: Sobe. E disse Davi: Para onde subirei? E disse: Para Hebrom.....
Foi então ali Davi ungido rei em Judá.
Enquanto isto, Abner capitão do exército de Saul, fez subir ao trono em Israel  a Isbosete, filho de Saul.
Parece que alguém continua a tentar impedir os planos do Senhor Deus de Israel! Mas este reinado durou pouco, apenas dois anos. Este plano não era de Deus. Somente a casa de Judá seguiu Davi como rei. Então hou guerra entre Juda e Israel, ou melhor dizendo entre Isbosete e Davi. Abner que comandava o exército de Israel, foi derrotado. Davi venceu aquela guerra. Abner clamou a Joabe por páz, então pararam aquela batalha. Porém houve uma guerra constante entre a cas ade Davi e a de Saul. Porém Davi cada vez mais se fortalecia. O Senhor Deus era com ele, tudo isto também era plano de Deus.
Por certo durante esta guerra foram mortos aqueles que ao lado de Saul, perseguiram Davi.
Abner estava do lado de Isbosete, mas Deus já estava trabalhando para que Abner rompesse seu apoio a Isbosete. Ocorreu um episódio em que Abner tomou uma das concubinas de Saul. Isbosete se  indignou com Abner. Isto fez com que Abner quegrasse a sua confiança e apoio a Isbosete, reclamando o porque Isbosete procurava motivo de intriga por causa de uma mulher? Não havia ele, Abener, servido a casa de Saul, e continuava a ser fiel? Isto deixou Abner magoado, pelo que decidiu então tomar outro rumo. Decidiu apoiar Davi, e derrubar do trono a Isbosete, filho de Saul. Eis aí mais uma vez a mão silenciosa e longânima do Senhor trabalhando, majestosamente fazendo o movimento da batuta, e reorganizando a orquestra de Israel.

Vejamos bem: Vs. 9,10 e 11- II Samuel cap 3.
Assim faça Deus a Abner, e outro tanto, que como o Senhor jurou a Davi, assim lhe ei de fazer.
Transferindo o reino da casa de Saul, e levantando o trono de Davi sobre Israel, e sobre Judá desde Dã até Berseba.
E nem ainda uma palavra podia responder a Abner porque o temia.

Seguindo em frente, Abner enviou mensageiros a Davi, e fêz aliança com Davi.
Agora Deus passou a usar Abner como instrumento para concluir o seu projeto, sua promessa de levantar Davi ao Trono de Israel. Abner começou a procurar os anciães de Israel, procurando fazer com que os anciães trouxessem Davi e o aclamassem rei sobre Israel. Abner agora era uma peça fundamental para que Davi fosse bem visto no meio do povo de Israel. Abner foi como um chanceler, um relações públicas entre os dois lados. Por isto despertou a inveja de Joabe, contra Abner, pelo que Joab matou à traição a Abner.
Davi não gostou deste fato, porém não poderia agora virar-se contra Joabe, pois perderia todo o apoio de seu exército. Mas num futuro Davi irá passar à Salomão a responsabilidade de punir merecidamente a Joabe, por este delito.O ato, o delito que um homem comete sempre lhe será cobrado, e pagará devidamente, cedo ou tarde. Davi disse: Sou inocente diante do Senhor do sangue de Abner, mas Joabe, só Joabe. Inclusive Davi lançou uma maldição sobre Joabe e sobre sua descendência. Quanto a Isbosete, os próprios criados dele, o mataram, e caíram na tentação, pois tal como o amalequita fez, procederam eles também. Davi havia feito uma promessa a Jônatas, de que se lembraria dele e seria benigno com sua casa, e que não faria nada contra a casa de seu pai Saul. Nisto vemos que a honra de um homem, é contado em sua glória e grandeza. Davi era um homem honrado, nada de que prometera deixaria cair por terra. Jamais Davi mandaria alguém ou permitiria que alguém matasse um descendente de Saul. Davi sabia que a justiça sempre seria feita por Deus, mas nunca tomaria o lugar de Deus neste caso.


 trouxeram a cabeça de Is-Bosete a Davi, a Hebrom, e disseram ao rei: Eis aqui a cabeça de Is-Bosete, filho de Saul, teu inimigo, que procurava a tua morte; assim o SENHOR vingou hoje ao rei meu senhor, de Saul e da sua descendência.


9 Porém Davi, respondendo a Recabe e a Baaná, seu irmão, filhos de Rimom, o beerotita, disse-lhes: Vive o SENHOR, que remiu a minha alma de toda a angústia,

10 Se aquele que me trouxe novas, dizendo: Eis que Saul é morto, parecendo-lhe, porém, aos olhos que era como quem trazia boas novas, eu logo lancei mão dele, e o matei em Ziclague, cuidando ele que eu por isso lhe desse recompensa.

11 Quanto mais a ímpios homens, que mataram um homem justo em sua casa, sobre a sua cama; agora, pois, não requereria eu o seu sangue de vossas mãos, e não vos exterminaria da terra?

12 E deu Davi ordem aos seus moços que os matassem; e cortaram-lhes os pés e as mãos, e os penduraram sobre o tanque de Hebrom; tomaram, porém, a cabeça de Is-Bosete, e a sepultaram na sepultura de Abner, em Hebrom.

Davi nos ensinou em duas ocasiões que o homem ímpio, que procura tirar vantagem de um infortúnio, ou pensandro lograr êxito em suas maldades, não chegará jamais a ser um homem de honra. Todo homem avarento, oportunista das ocasiões, não tem logrado êxito diante do tribunal de Deus.
 
Sempre Deus reina!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários de anônimos não são aceitos somente identificados