Pular para o conteúdo principal

PROFECIAS DE DANIEL - PARTE II

PARTE II Segundo sonho: Uma sentença Depois deste sonho Nabucodonosor teve outro sonho, também assustador, pois não podia interpreta-lo. Tal como no primeiro sonho, os sábios, adivinhos, magos e caldeus não puderam interpretar o sonho do rei. Até então que Daniel foi chamado, e novamente Deus lhe deu a interpretação do sonho do rei. – o rei viu no sonho uma grande e frondosa árvore no meio da terra de maneira que sua altura chegava até o céu e foi vista até os confins da terra. Sua folhagem formosa e o seu fruto abundante, e havia nela sustento para todos. Debaixo dela os animais do campo achavam sombra e as aves do céu faziam morada nos seus ramos e toda a carne se mantinha dela. Logo um anjo descia do céu e clamando fortemente disse. Derrubai a árvore e cortai-lhe os ramos, sacudi as suas folhas espalhai o seu fruto, e as aves dos seus ramos. Mas o tronco com suas raízes deixai na terra e com cadeias de ferro e de bronze, na erva do campo, e seja molhado do orvalho do céu e a sua porção seja com os animais na grama da terra. Seja mudado o seu coração para que não seja mais coração de homem, e seja-lhe dado coração de animal e passem sobre ele sete tempos.Esta sentença é decreto dos vigiadores e esta ordem por mandado dos santos, afim de que conheçam os viventes que o Altíssimo tem domínio sobre os reinos dos homens e os dá a quem quer e até ao mais baixo dos homens constitui sobre eles. Ao ouvir o sonho, Daniel imediatamente teve a sua interpretação, e começou dizendo ao rei, que aquilo que haveria de acontecer, que fosse para os inimigos do rei e aos que tem ódio. Mas Nada poderia mudar o desígnio de Deus. No princípio Daniel, fala que a grande árvore é o rei Nabucodonosor que cresceu e seu domínio chegou aos cantos da terra e era conhecido do céu. Logo Daniel nada escondeu, contou que o rei haveria de ser derrubado por Deus e de que haveria de comer erva como animais, e durante sete anos seria tirado o seu reino, mas ao fim dos sete anos voltaria a sua consciência, então Nabucodonosor haveria de glorificar o Deus Altíssimo. Daniel aconselhou o rei, a arrepender-se e desfazer o seu pecado, praticando a justiça e usando de misericórdia dos pobres. Pois bem esta profecia cumpriu-se um ano após Daniel ter sido feito governado de todas as províncias da Babilônia. Daniel era com certeza o segundo no reino da Babilônia. Nabucodonosor foi tomado de uma loucura. Um ano mais tarde Nabucodonosor engrandeceu-se, tomou para si a glória e não glorificou ao altíssimo. Veio naquele instante uma voz do céu: Ò rei Nabucodonosor, passou de ti o reino, e serás tirado dentre os homens e a tua morada será com os animais do campo, far-te-ão comer erva como os bois, e teu corpo será molhado com orvalho do céu, passar-se-ão sobre ti sete tempos até que conheças que o altíssimo tem domínio sobre os reinos dos homens e os dá a quem quiser.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONSEQUÊNCIAS DO PECADO NA VIDA DO HOMEM DE DEUS

CONSEQUENCIA DO PECADO!?

O PECADO TRÁZ CONSEQUENCIAS INIMAGINÁVEIS, MESMO QUE O PECADOR VENHA A ARREPENDER-SE.
TODO ERRO TERÁ A SUA PENA, O SEU PREÇO, MESMO QUE HAJA ARREPENDIMENTO.

TOMEI COMO EXEMPLO BIBLICO, PARA EXPOR ESTA ANÁLISE BIBLICA A VIDA DE DAVI.
UM MENINO QUE DURANTE SUA JUVENTUDE DEDICOU-SE EM SIMPLICIDADE DE VIDA A LOUVAR AO SENHOR DEUS DE ISRAEL COM A SUA HARPA.
MAS QUE JÁ EM FASE ADULTA, COMO REI DE ISRAEL COMEÇOU A DESENCADEAR ALGUNS ERROS, OU, DIGA-SE DE PASSAGEM, PECADOS QUE AOS OLHOS DO HOMEM PARECIAM NÃO TER GRANDE IMPORTÂNCIA, MAS COMO VEREMOS TIVERAM GRANDE INFLUÊNCIA NÃO SOMENTE NO MEIO FAMILIAR, MAS TAMBÉM NO REINADO DE DAVI..
MESMO QUE, DEUS DISSE, SER DAVI O HOMEM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS.
MAS ISTO TUDO ACONTECE PARA QUE HOMEM ALGUM POSSA SE SENTIR IMUNE AO PECADO, SENDO UM SERVO DO SENHOR. TODO HOMEM PECA, MAS O ARREPENDIMENTO SINCERO TRÁZ NOVAMENTE A CONVIVÊNCIA E A COMUNHÃO COM DEUS. PORÉM DEVEMOS SABER QUE QUALQUER PECADO COMETIDO, MESMO HAVENDO ARREPEN…

Sobre o uso do véu

Quando Paulo apóstolo escreveu a carta aos Corintios, não lhes escreveu por mero capricho, mas para dar-lhes ensinamentos com os quais todos podiam achegar-se mais próximo do Senhor. No cap. 11 - ICoríntios, podemos ler no primeiro versículo. -SEDE MEUS IMITADORES, COMO TAMBÉM EU DE CRISTO. Se Paulo queria que o povo o imitassem, é claro que ele mesmo cumpria exatamente aquilo que ensinava. E o povo com toda certeza aceitava de bom grado os seus ensinamentos como podemos comprovar logo em seguida no versículo 2. -E LOUVO-VOS IRMÃOS, PORQUE EM TUDO VOS LEMBRAIS DE MIM, E RETENDES OS PRECEITOS COMO VO-LOS ENTREGUEI. Vamos analisar aqui esta frase que Paulo escreveu aos Coríntios. Paulo louvava aos seus irmãos de Corinto, pois eles lembravam de Paulo em tudo. Quando se diz tudo isto significa que nada fica de fora. E os corintios retinham os preceitos. Traduzindo estas palavras em seus sinônimos temos: RETER: verbo- ter ou manter firme, segurar com firmeza- Guardar em seu poder( o que…

Lucia Menna

Em 1907, esta irmã estava juntamente com luiggi Francescon, e um grupo de irmãos italianos, na missão da rua Azuza, onde recebeu o batismo do Espírito Santo, juntamente com outras irmãs daquele grupo, sendo elas, Rosina Balzano, e Dora Di Cicco. Lucia Menna, acompanhou os irmãos Luis Francescon e G. Lombardi, na viagem para a Argentina. Sua parentela, pertencente a familia MICHELANGELO MENNA, obedeceu a palavra do Senhor, ao todo 6 almas, no lugar denominado San Cagetano, em 28/11/1909. Atravéz desta familia, surgiu uma grande igreja naquele lugar, até hoje existente, com o nome que iniciou desde o princípio- ASSAMBLÉA CRISTIANA, apesar que o histórico da Atual Assemblea Cristiana, data de novembro de 1916, tempo em que foi legalmente fundada. Uma semente plantada em 1909, que prosperou e cresceu rapidamente.