quarta-feira, 12 de maio de 2010

DEUS REINA!? parte VI

Agora Saul demonstrara o seu ódio e inveja por Davi, a ponto de ordenar seu filho Jônatas e seus servos matarem Davi.

1 E falou Saul a Jónatas, seu filho, e a todos os seus servos, para que matassem a Davi. Porém Jónatas, filho de Saul, estava mui afeiçoado a Davi.



2 E Jónatas o anunciou a Davi, dizendo: Meu pai, Saul, procura matar-te, pelo que agora guarda-te pela manhã, e fica-te em oculto, e esconde-te.


3 E sairei eu, e estarei à mão de meu pai no campo em que estiverdes, e eu falarei de ti a meu pai, e verei o que há, e to anunciarei.


4 Então Jónatas falou bem de Davi a Saul, seu pai, e disse-lhe: Não peque o rei contra seu servo Davi, porque ele não pecou contra ti, e porque os seus feitos te são muito bons.


5 Porque expós a sua vida, e feriu aos filisteus, e fez o SENHOR um grande livramento a todo o Israel; tu mesmo o viste, e te alegraste; porque, pois, pecarias contra o sangue inocente, matando a Davi, sem causa?


6 E Saul deu ouvidos à voz de Jónatas, e jurou Saul: Vive o SENHOR, que não morrerá.


7 E Jónatas chamou a Davi, e contou-lhe todas estas palavras; e Jónatas levou Davi a Saul, e esteve perante ele como antes.


8 E tornou a haver guerra; e saiu Davi, e pelejou contra os filisteus, e feriu-os com grande matança, e fugiram diante dele.


9 Porém o espírito mau da parte do SENHOR se tornou sobre Saul, estando ele assentado em sua casa, e tendo na mão a sua lança; e tocava Davi com a mão, a harpa.


10 E procurou Saul encravar a Davi na parede, porém ele se desviou de diante de Saul, o qual feriu com a lança a parede; então fugiu Davi, e escapou naquela mesma noite.


11 Porém Saul mandou mensageiros à casa de Davi, que o guardassem, e o matassem pela manhã; do que Mical, sua mulher, avisou a Davi, dizendo: Se não salvares a tua vida esta noite, amanhã te matarão.


12 Então Mical desceu a Davi por uma janela; e ele se foi, e fugiu, e escapou.


13 E Mical tomou uma estátua e a deitou na cama, e pós-lhe à cabeceira uma pele de cabra, e a cobriu com uma coberta.


14 E, mandando Saul mensageiros que trouxessem a Davi, ela disse: Está doente.


15 Então Saul tornou a mandar mensageiros que fossem a Davi, dizendo: Trazei-mo na cama, para que o mate.


16 Vindo, pois, os mensageiros, eis que a estátua estava na cama, e a pele de cabra à sua cabeceira.


17 Então disse Saul a Mical: Por que assim me enganaste, e deixaste ir e escapar o meu inimigo? E disse Mical a Saul: Porque ele me disse: Deixa-me ir, por que hei de eu matar-te?

Pode-se dizer que Saul declarara guerra contra Davi. Agora uma pergunta. O que Davi fêz para ser inimigo de Saul?
Davi tinha a proteção do Senhor. Foi para este episódio que o Senhor fez com que Saul  desse Milca para ser mulher de Davi. Pois Deus já sabia que tudo isto aconteceria. Então não foi Saul que deliberadamente prometera sua filha à Davi, mas foi mais um projeto de Deus na vida de Davi.
A perseguição agora aumentava, Davi precisou fugir, deixou para traz sua jmulher. Sabia que por ser filha do rei, não corria perigo. Davi não fugia apenas para salvar sua vida, mas para não ter que lutar contra Saul.
Ainda que Saul havia sido rejeitado pelo Senhor, Davi o respeitava e o honrava como ungido do Senhor.
Vemos em Davi um homem honrado. Davi não pretendia tomar o reino pela força, sabia e confiava nas palvras ditas pelo profeta Samuel, desde que fôra ungido por êle. éra só aguardar o tempo em que se cumpririam. Porém Davia teria que passar por muita perseguição por parte de Saul ainda. 
 
 Assim Davi fugiu e escapou, e foi a Samuel, em Ramá, e lhe participou tudo quanto Saul lhe fizera; e foram, ele e Samuel, e ficaram em Naiote.



19 E o anunciaram a Saul, dizendo: Eis que Davi está em Naiote, em Ramá.


20 Então enviou Saul mensageiros para trazerem a Davi, os quais viram uma congregação de profetas profetizando, onde estava Samuel que presidia sobre eles; e o Espírito de Deus veio sobre os mensageiros de Saul, e também eles profetizaram.


21 E, avisado disto Saul, enviou outros mensageiros, e também estes profetizaram; então enviou Saul ainda uns terceiros mensageiros, os quais também profetizaram.


22 Então foi também ele mesmo a Ramá, e chegou ao poço grande que estava em Secu; e, perguntando, disse: Onde estão Samuel e Davi? E disseram-lhe: Eis que estão em Naiote, em Ramá.


23 Então foi para Naiote, em Ramá; e o mesmo Espírito de Deus veio sobre ele, e ia profetizando, até chegar a Naiote, em Ramá.


24 E ele também despiu as suas vestes, e profetizou diante de Samuel, e esteve nu por terra todo aquele dia e toda aquela noite; por isso se diz: Está também Saul entre os profetas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários de anônimos não são aceitos somente identificados