Pular para o conteúdo principal

AS FAMILIAS BIBLICAS E SUAS CRISES - PARTE III

Parte III Todo pecado tem um preço, uma penalidade. Pois a desobediência de um mandamento ou lei sempre vai ter uma penalidade. Isto é a conseqüência obtida por desobediência. As conseqüências nem sempre são pequenas, muitas vezes são grandes, e pode durar a vida toda, ou até mesmo nas gerações futuras. Tal como o caso de Adão e Eva, que sofreram a conseqüência de seu pecado. Logo foram privados da tranqüilidade que possuíam em viver no jardim do Édem. Foram lançados fora do jardim, e receberam sua sentença. Adão, assim como todo o homem que viria a ser seu descendente, haveria de lavrar a terra para a sua sobrevivência, e ainda teia que viver com a dificuldade da terra não ser muito produtiva. Eva, mulher teria que sofrer dores ao dar a luz a sua descendência, e assim continuaria a sofrer dores de uma mãe, tal como ocorreu quando Caim matou Abel. A serpente, antigo dragão, satanás recebeu a sua condenação também. A conseqüência do pecado de Adão e Eva perdura até hoje, pois todo homem nascido de mulher tem o instinto pecador, e quando peca também sofre conseqüências diversas por seu pecado. E o homem só é absolvido de seu pecado, quando o mesmo tem sincero arrependimento e crê no Filho de Deus, isto é, Jesus Cristo. Mas estamos a considerar aqui as conseqüências literais que podem o pecado trazer para o homem e sua família. Há muitos exemplos na Bíblia, referente as crises ocorridas dentro das famílias. Adão pagou o preço por seu pecado, Eva também, e sucessivamente sua descendência. Caim tornou-se um homem invejoso, a ponto de matar seu irmão. A perda de Abel foi a dor que sofreu Eva também como conseqüência de seu pecado juntamente com Adão. Em seguida Caim, sofreu também a conseqüência pelo seu pecado, tendo matado seu irmão, foi condenado a viver como peregrino e vagabundo na terra, e sempre com o temor de também ser vitimado de morte por outro homem. Gen. 4:11-14 E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue de teu irmão. Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força, fugitivo e vagabundo serás na terra. Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada. Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e erei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar me matará. Se por um lado o pecado produz conseqüências fatídicas, a obediência e a sabedoria de um homem diante de Deus, também tem suas conseqüências benéficas. Foi o caso de Abel, que conhecendo Deus, ofereceu melhor sacrifício que Caim, e foi aceito por Deus. E assim o pecado de Caim, gerou também o pecado em sua descendência. Como podemos ler no cap 4 de Gênesis vs. 23. E disse Lameque a suas mulheres: Ada e Sil. Ouvi mulheres de Lameque, escutai o meu dito; porque eu matei um varão por me ferir e um mancebo por me pisar. Aí vemos que Lameque da decendência de Caim, cometeu um duplo homicício, multiplicou assim o pecado de seu antepassado, Caim. Obs. Este Lameque não e o pai de Noé, pois Lameque pai de Noé é da descesdência de Sete. Tendo o homem se multiplicado na terra, também multiplicou-se a sua maldade, pelo que o Senhor arrependeu-se de ter criado o homem. Assim houve a corrupção do gênero humano. Gen. Cap 6 : 3- disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos. No vs. 6: então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem obre a terra. E pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei de sobre a terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal que criei, até o réptil, e até a ave dos céus, porque me arrependo de os haver feito. _ Temos aqui uma drástica conseqüência do pecado do gênero humano. Desde o princípio homem é responsável pela destruição da terra e de toda sua vida animal. Por causa do pecado do homem, Deus resolveu destruir não apenas o homem, mas também os animais, os répteis e as aves do céu. A destruição do homem foi conseqüência pela multiplicação do pecado. Porém Deus encontrou alguém que era reto, que retinha a sua confiança em Deus. Noé, era varão justo e reto em suas gerações e andava com Deus. Pelo que Deus achou graça em Noé e resolveu não incluí-lo na destruição. Então Deus revelou a Noé que iria destruir o homem e todos os animais pelo dilúvio. Deus lhe ordenou que construísse uma arca. Deus lhe deu todas as medidas, o tipo de madeira e o local onde deveria construí-la. Noé creu, e assim durante cem anos trabalhou para construir a arca. Noé creu que Deus iria destruir a humanidade pelo dilúvio, por isso teve a recompensa. Deus lhe mandou que colocasse os animais na arca, e que junto a sua mulher, seus filhos e noras entrasse na arca. Ainda que todos em sua volta criticavam a sua atitude, chamavam-no de louco, pois todos tinham seus corações endurecidos, voltados ao pecado e distanciados de Deus. A conseqüência da obediência de Noe trouxe salvação para si e sua casa, enquanto que a incredulidade dos demais pessoas da terra trouxe-lhes a destruição pelo dilúvio. Vemos que uma família foi salva e abençoada pela fé e obediência de um homem. Enquanto que a promessa de Deus destruir o gênero humano desobediente foi cumprida, como conseqüência ao pecado do homem. Também a terra foi destruída, pois tudo que habitava a terra e tinha fôlego de vida pereceu pelas águas do dilúvio. Gen. Cap 7 vs.21,22,23. – E expirou toda a carne que se movia sobre a terra, tanto de ave como de gado e de feras, e de todo o réptil que se roja sobre a terra, e todo o homem. Tudo o que tinha fôlego de espírito de vida em seus narizes, tudo o que havia no seco, morreu. Assim foi desfeita toda a substância que tinha sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e à ave dos céus; e foram extintos da terra; e ficou somente Noé e os que com ele estavam na arca. Assim a terra ficou coberta pelas águas durante cento e cinqüenta dias. Gen. cap 6 vs 24.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONSEQUÊNCIAS DO PECADO NA VIDA DO HOMEM DE DEUS

CONSEQUENCIA DO PECADO!?

O PECADO TRÁZ CONSEQUENCIAS INIMAGINÁVEIS, MESMO QUE O PECADOR VENHA A ARREPENDER-SE.
TODO ERRO TERÁ A SUA PENA, O SEU PREÇO, MESMO QUE HAJA ARREPENDIMENTO.

TOMEI COMO EXEMPLO BIBLICO, PARA EXPOR ESTA ANÁLISE BIBLICA A VIDA DE DAVI.
UM MENINO QUE DURANTE SUA JUVENTUDE DEDICOU-SE EM SIMPLICIDADE DE VIDA A LOUVAR AO SENHOR DEUS DE ISRAEL COM A SUA HARPA.
MAS QUE JÁ EM FASE ADULTA, COMO REI DE ISRAEL COMEÇOU A DESENCADEAR ALGUNS ERROS, OU, DIGA-SE DE PASSAGEM, PECADOS QUE AOS OLHOS DO HOMEM PARECIAM NÃO TER GRANDE IMPORTÂNCIA, MAS COMO VEREMOS TIVERAM GRANDE INFLUÊNCIA NÃO SOMENTE NO MEIO FAMILIAR, MAS TAMBÉM NO REINADO DE DAVI..
MESMO QUE, DEUS DISSE, SER DAVI O HOMEM SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS.
MAS ISTO TUDO ACONTECE PARA QUE HOMEM ALGUM POSSA SE SENTIR IMUNE AO PECADO, SENDO UM SERVO DO SENHOR. TODO HOMEM PECA, MAS O ARREPENDIMENTO SINCERO TRÁZ NOVAMENTE A CONVIVÊNCIA E A COMUNHÃO COM DEUS. PORÉM DEVEMOS SABER QUE QUALQUER PECADO COMETIDO, MESMO HAVENDO ARREPEN…

Sobre o uso do véu

Quando Paulo apóstolo escreveu a carta aos Corintios, não lhes escreveu por mero capricho, mas para dar-lhes ensinamentos com os quais todos podiam achegar-se mais próximo do Senhor. No cap. 11 - ICoríntios, podemos ler no primeiro versículo. -SEDE MEUS IMITADORES, COMO TAMBÉM EU DE CRISTO. Se Paulo queria que o povo o imitassem, é claro que ele mesmo cumpria exatamente aquilo que ensinava. E o povo com toda certeza aceitava de bom grado os seus ensinamentos como podemos comprovar logo em seguida no versículo 2. -E LOUVO-VOS IRMÃOS, PORQUE EM TUDO VOS LEMBRAIS DE MIM, E RETENDES OS PRECEITOS COMO VO-LOS ENTREGUEI. Vamos analisar aqui esta frase que Paulo escreveu aos Coríntios. Paulo louvava aos seus irmãos de Corinto, pois eles lembravam de Paulo em tudo. Quando se diz tudo isto significa que nada fica de fora. E os corintios retinham os preceitos. Traduzindo estas palavras em seus sinônimos temos: RETER: verbo- ter ou manter firme, segurar com firmeza- Guardar em seu poder( o que…

Lucia Menna

Em 1907, esta irmã estava juntamente com luiggi Francescon, e um grupo de irmãos italianos, na missão da rua Azuza, onde recebeu o batismo do Espírito Santo, juntamente com outras irmãs daquele grupo, sendo elas, Rosina Balzano, e Dora Di Cicco. Lucia Menna, acompanhou os irmãos Luis Francescon e G. Lombardi, na viagem para a Argentina. Sua parentela, pertencente a familia MICHELANGELO MENNA, obedeceu a palavra do Senhor, ao todo 6 almas, no lugar denominado San Cagetano, em 28/11/1909. Atravéz desta familia, surgiu uma grande igreja naquele lugar, até hoje existente, com o nome que iniciou desde o princípio- ASSAMBLÉA CRISTIANA, apesar que o histórico da Atual Assemblea Cristiana, data de novembro de 1916, tempo em que foi legalmente fundada. Uma semente plantada em 1909, que prosperou e cresceu rapidamente.